Veículos

Dicas de transferência de veículos

Alguns meses atrás nós falamos sobre como dar um veículo para baixo para evitar problemas potenciais tais como ser multado por não ter a ITV em vigor, mas … e se queremos vender o veículo que já caiu? Ou simplesmente transferi-lo para outro proprietário porque não queremos que nosso homem seja. Neste artigo, vamos ver quais etapas devem ser seguidas e quais os requisitos que temos para atender.

Assim, se fizermos o cancelamento temporário da matrícula ou se temos atualmente segurados ou a ITV expirado, sem RJ enfrentar problemas para vender o veículo ou transferi-lo para outro proprietário. Os passos a serem ignorados são simples e muito semelhantes aos que deveriam ser realizados se o veículo não fosse descarregado.

Antes de adquirir um veículo é importante saber quais os impostos que devem ser pagos e quanto você irá gastar com o mesmo. Entre suas obrigações está a realização do pagamento do Seguro DPVAT, IPVA e Licenciamento do veículo. Caso você não as pague, estará transitando pelas rodovias de forma ilegal.

Como registrar o seu carro

Registre o veículo na DGT. O primeiro passo é registrar o veículo no Tráfego, pagando a respectiva taxa. Se o ITV não estiver em vigor, o veículo será emitido, mas a respectiva Permissão de Circulação não será emitida. No caso de fazê-lo, será indicado que a Permissão de Circulação não será válido até que ele passe no ITV.

Transfira o veículo para o novo proprietário. Sem ter que passar pela ITV, a respectiva transferência de propriedade pode ser realizada sem nenhum problema. A única advertência é que a Permissão de Circulação indicará que não será válido até o ITV ser aprovado. Passe o ITV. O novo proprietário do veículo vai passar o ITV e ir novamente para o tráfego para solicitar o certificado de matrícula que irá indicar que o veículo já pode circular.

Entenda ainda sobre o Seguro DPVAT RJ 2019.

Mudança de propriedade do carro

Em primeiro lugar, o mais importante em todo esse processo de aquisição de um carro de segunda mão está na DGT, onde você deve comunicar a mudança de propriedade, o que implica uma mudança de proprietário ou proprietário nos registros. Ele será descarregado pagando as taxas correspondentes que seriam em torno de 9 euros.

Uma vez liberado, o novo proprietário ainda não poderá circular, uma vez que não será emitida nenhuma Permissão de Circulação e, se emitirem documentos, será uma licença que especifica que ela não é válida até a passagem da ITV. Não em todos os casos, esta gestão pode ser realizada, porque é devido à existência de um selo no carro ou qualquer outro tipo de carga, em tais casos, será ilegal realizar este procedimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top